Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Banner Topo
Início do conteúdo da página

HISTÓRICO

Publicado: Sexta, 22 Fevereiro 2019 15:26 | Última Atualização: Sexta, 24 Setembro 2021 16:21 | Acessos: 3270

O Mestrado Profissional em Ciências da Saúde PROCISA-UFRR foi o primeiro mestrado profissional na área de saúde em Roraima e surgiu como uma reflexão acerca da preocupação da UFRR com a profissionalização em Ciências da Saúde, especialmente para a rede do SUS. Aprovado pela Capes em 2011, formou 98 alunos (07 turmas) até o ano de 2019, tendo mantido a nota 3 (três) em sua primeira avaliação quadrienal da Capes (2013-2016).

Após seus primeiros cinco anos de funcionamento, a partir de uma demanda da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFRR, o colegiado do PROCISA realizou diversas reuniões para atualizar o regimento e a matriz curricular do programa, conforme o regimento geral da Pós-Gradual da UFRR. Desse modo, em setembro de 2018 o Conselho Universitário, aprovou o novo Regimento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde

A partir de 2018 o programa implementou as atualizações prevista no novo regimento e matriz curricular. A partir desse ano todas as disciplinas do curso passaram a possuir 4 créditos e 60 horas aula. O curso continuou organizado em duas áreas de concentração em cada uma delas encontram-se duas linhas de pesquisa (I-Gestão de Sistemas de Saúde: a- Saúde, Educação e Meio Ambiente e b-Política, Gestão e Sustentabilidade de Sistemas e Programas de Saúde e II-Modelos de Atenção e Vigilâncias em Saúde: a- Diversidade Sociocultural, Cidadanias e Modelo de Atenção à Saúde e b-Epidemiologia e Vigilância em Saúde na Amazônia). Cabe destacar que a antiga Linha de Pesquisa “Vigilância Epidemiológica e Indicadores de Agravos à Saúde na Fronteira Pan-Amazônica passou a ser denominada de Epidemiologia e Vigilância em Saúde na Amazônia.

As áreas de concentração, e suas respectivas linhas de pesquisa, do programa têm a finalidade de orientar as atividades docentes e discentes no planejamento e desenvolvimento de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão de forma interdisciplinar. Em todos os processos seletivos foram ofertadas uma média de 4 vagas para cada Linha de Pesquisa com uma distribuição equilibrada nas quatro linhas de pesquisa do programa.

As turmas do PROCISA são ofertadas para profissionais de instituições de saúde das esferas federal, estadual ou municipal de Roraima de modo a estabelecer parcerias com as mesmas. Cabe destacar que o PROCISA desde o início de sua atuação vem ampliando suas interações e cooperações, sobretudo com instituições setoriais relacionadas às Linhas de Pesquisa do Programa, visto que os mestrandos vêm realizando suas pesquisas em diversas Instituições Pública de Saúde e da Educação da região, como: Instituto Médico Legal; Hospitais Públicos (Hospital Geral de Roraima, Hospital Coronel Mota, Hospital da Criança e Maternidade de Boa Vista; os únicos da capital Boa Vista) e Postos de Saúde da Rede Pública dos quinze municípios do Estado; Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Leste de Roraima e Yanomami); Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde e Educação de Roraima e outras instituições públicas locais.

As ações do PROCISA são discutidas e avaliadas no Colegiado do PROCISA e o corpo docente permanente é constituído, principalmente, de docentes do Centro Ciências da Saúde (CCS-Medicina e de Enfermagem), do Centro de Estudos e Biodiversidade (CBio- Ciências Biológicas, Bacharelado e Licenciatura), do Centro de Educação (CEDUC, Psicologia), do Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena (Licenciatura Intercultural e Gestão da Saúde Coletiva Indígena), do Instituto de Antropologia (INAN, Antropologia), do Centro de Ciências Agrárias (CCA-Agronomia) e do Centro de Ciências Administrativas e Econômicas (CADECON-Administração e Economia). Conta, também, com o apoio de professores que foram credenciados, especificamente, para atuar no PROCISA.

O credenciamento para participação no PROCISA é realizado periodicamente por comissão composta por três professores, baseados em critérios aprovados pelo Colegiado, de excelência acadêmica e de expertise e produção técnica em temáticas afins às áreas de concentração e linhas de pesquisa do Programa. E desde 2017 contamos com a participação de professores visitantes: De 2017-2019 a Prof.ª Dr.ª Germana Bueno Dias. De 2019-2020 o Prof. Dr. Silas Fernandes Eto. E, desde 2021 o Prof. Dr. Felipe Augusto Cerni.

O regime didático do PROCISA está organizado em semestres letivos e tem a duração mínima de um ano e máxima de dois anos. A estrutura curricular do PROCISA é composta por 4 disciplinas obrigatórias (três comuns e uma específica de cada área de concentração) e 4 disciplinas eletivas. Todas essas disciplinas, obrigatórias e eletivas, possuem carga horária de 60h cada com 4 créditos.

As disciplinas obrigatórias contemplam o núcleo comum às duas Áreas de Concentração. As disciplinas obrigatórias específicas a cada área de concentração abrangem aspectos conceituais, metodológicos e instrumentais próprios da área com ênfase especial para a análise da produção técnica/tecnológica que o curso exige. As quatro disciplinas eletivas são definidas de acordo com as necessidades de cada projeto de pesquisa, levando em conta a área de concentração e o perfil da Linha de Pesquisa de cada discente.

O curso é oferecido em formato presencial ao longo do semestre. Totaliza 480 horas (240 horas de disciplinas obrigatórias do núcleo comum e disciplina obrigatória específica da área de concentração e 240 horas em disciplinas eletivas), que correspondem a 32 créditos, sendo 16 equivalentes às aulas teóricas da disciplina obrigatória das áreas de concentração e do núcleo comum; e 16 equivalentes às disciplinas eletivas.

 As disciplinas obrigatórias têm como meta construir embasamento teórico pertinente à área de Ciências da Saúde com enfoque em ações interdisciplinares. As disciplinas obrigatórias comuns são: Temas em Saúde Coletiva, Metodologia da Pesquisa em Saúde, Saúde e Diversidade Sociocultural na Amazônia.

As disciplinas obrigatórias específicas por área de concentração são: Seminário de Pesquisa em Gestão em Sistema de Saúde (Área de concentração I - Gestão de Sistemas de Saúde) e Seminário de Pesquisa em Ciências da Saúde (Área de concentração II - Modelos de Atenção e Vigilância em Saúde). Nessas disciplinas, o aluno ministra e assiste seminários ministrados por docentes do Programa e palestrantes externos, especialmente profissionais da área da saúde. Ao final da disciplina os discentes devem apresentar seus projetos de pesquisa com enfoque na produção técnica/tecnológica que pretendem desenvolver.

As disciplinas eletivas comuns às duas áreas de concentração são: Bioestatística; Políticas, Planejamento e Gestão em Saúde; Avaliação de Programas e Sistemas de Saúde; Desenvolvimento, Sustentabilidade de Políticas em Saúde; Sistemas de Informação em Saúde; Saúde, Educação e Ambiente; Tópicos Especiais em Práticas em Políticas e Sistemas de Saúde; Epidemiologia e Problemas de Saúde na Amazônia; Procedimentos Diagnósticos em Biologia Molecular; Etnofarmacologia; Atenção à Saúde Indígena; Diagnósticos em Bioquímica Aplicada à Saúde; Segurança Alimentar e Nutricional; Bioética e Biossegurança e Tópicos Especiais em Modelos de Atenção em Saúde. As disciplinas Tópicos Especiais têm por objetivo identificar as necessidades e demandas de saúde em nível estadual, as características do sistema estadual de saúde, os desafios do serviço em Roraima e fazer uma avaliação das ações de saúde no Estado.

O exame de qualificação e a defesa de dissertação são realizados no PROCISA e conta com a participação de bancas interdisciplinares compostas por pesquisadores do PROCISA e convidados externos, o curso tem uma duração máxima prevista de 24 (vinte e quatro) meses.

A orientação da dissertação é realizada por Professor do PROCISA, e temos estimulados a participação de coorientadores, que pode ser professor do PROCISA, professor efetivo da UFRR ou de uma outra instituição de ensino superior, cabendo ao orientador decidir e ao programa aprovar a indicação.

A presença obrigatória de pesquisadores externos nas bancas de defesa tem sido um elemento a mais no controle da qualidade dos trabalhos.

A supervisão do trabalho de pesquisa ou produto tecnológico tem sido realizada de forma presencial em atividades de orientação, porém, com o advento da pandemia em 2020, as orientações passaram a ter um caráter remoto.

A modalidade de trabalho de conclusão do curso é uma dissertação a partir pesquisa aplicada, cujos resultados geram um produto tecnológico ou de intervenção na área específica em que atua o mestrando e/ou um artigo científico (formatado com vistas à publicação). A produção tecnológica inclui as várias alternativas contempladas pelas normas em vigor da CAPES.

 

Abaixo encontram-se as Turmas de Mestrado Profissional em Ciências da Saúde concluídas no quadriênio 2013-2016, e no quadriênio 2017-2020:

A) Iniciada em 2011, com uma oferta de 15 vagas, a turma foi concluída em 2013 com 15 alunos titulados.

B) Iniciada em 2012, com uma oferta de 15 vagas, a turma foi concluída em 2014 com 14 alunos titulados.

C) Iniciada em 2013, com uma oferta de 10 vagas, a turma foi concluída em 2015 com 09 alunos titulados.

D) Iniciada em 2014, com uma oferta de 13 vagas, a turma foi concluída em 2016 com 13 alunos titulados.

E) Iniciada em 2015, com uma oferta de 13 vagas para ampla concorrência e uma vaga adicional por processo PAEC, a turma disponibilizou um total de 14 vagas, totalizando 12 discentes que concluíram o curso. Na Turma 2015 recebemos nossa primeira bolsista PAEC, a médica peruana Liliana Yanina Yarlequé Pixango.

F) Iniciada em 2016, com uma oferta de 15 vagas, a turma foi concluída em 2018, com 15 alunos titulados.

G) Iniciada em 2017, com uma oferta de 15 vagas para ampla concorrência, 04 vagas para ações afirmativas e 01 vaga para PAEC/OEA, totalizando uma oferta de 20 vagas, das quais 17 foram preenchidas. A turma foi concluída em 2019, com 15 discentes titulados. Nessa turma recebemos nosso segundo bolsista PAEC, o médico haitiano Samuel Beliard.

H) Iniciada em 2018, com uma oferta de 15 vagas para ampla concorrência, 04 vagas para ações afirmativas, totalizando 19 vagas, destas 16 vagas foram preenchidas. Em 2020, contabilizamos 14 titulados.

I) Iniciada em 2019, com uma oferta de 19 vagas, sendo 15 ampla concorrência e 04 ações afirmativas, destas, 17 vagas foram preenchidas. Ressaltamos que nesse ano recebemos a terceira bolsista PAEC, a médica haitiana Esther Lafrance, desse modo iniciamos o ano letivo com 18 alunos matriculados.

Em 2020 em virtude da pandemia do Covid-19, muitas pesquisas tiveram que ser interrompidas/prorrogadas, devido a impossibilidade da coleta de dados. Além disso, todas as disciplinas foram ofertadas de forma remota utilizando o sistema RNP, Google Meet e Zoom. E desde 2020 o processo seletivo vem ocorrendo de modo online.

 

Fim do conteúdo da página